Sobre Blumenau

Cidade de Blumenau

Blumenau é um município brasileiro da Região Sul, localizado no estado de Santa Catarina, na mesorregião do Vale do Itajaí, microrregião de Blumenau. Cidade-sede da região metropolitana do Vale do Itajaí, é a terceira cidade mais populosa do estado, a 11ª da Região Sul e única cidade média-grande de Santa Catarina, constituindo um de seus principais pólos industriais e tecnológicos.

Fundada em 1850 por Hermann Bruno Otto von Blumenau (de onde vem seu nome), que chegou em um barco acompanhado de outros dezessete colonos alemães. Desembarcou à foz do Ribeirão Garcia em 2 de setembro de 1850 e dividiu a terra em lotes para que os colonos pudessem edificar suas moradias, majoritariamente casas feitas com a técnica construtiva enxaimel.

A cidade Blumenau possui uma agenda cultural focada nas festas baseadas na cultura dos imigrantes europeus, destacando-se a colonização alemã, especificamente a Oktoberfest, a segunda maior festa sobre cerveja do mundo e que acontece durante dezoito dias do mês de outubro, e o stammtisch, tradicional reunião de associações na rua XV de Novembro. O núcleo italiano da população realiza a Festitália, além de ocorrerem reuniões de CTG e diversas outras manifestações das culturas europeia e brasileira. Apesar de ser minoritário, o turismo comercial acha seu nicho na Texfair, feira têxtil reconhecida mundialmente.

Blumenau tem destaque nacional em diversos setores da economia, destacando-se informática e indústria têxtil — onde é polo de empresas e tecnologia — como o setor de serviços (nomeadamente saúde e educação, com seus quatro hospitais públicos e a Universidade Regional de Blumenau), comércio (abriga o maior shopping center do estado) e na indústria, que é diversificada. Sedia empresas de porte nacional e internacional, como a Hering, 16º maior empresa de Santa Catarina. Atualmente, é a maior produtora de etiquetas do mundo, com a Haco, e conta com um dos maiores índices de desenvolvimento humano do país.

História

Blumenau foi fundada em 1850 pelo farmacêutico alemão Dr. Hermann Bruno Otto von Blumenau. Chegou ao terreno original da cidade acompanhado de outros 17 imigrantes alemães, que ergueram as primeiras estruturas da futura colônia. A região era habitada pelos povos indígenas Kaigangs, Xoklengs e Botocudos, que tiveram suas terras usurpadas pelo processo de ocupação dos imigrantes — agora, estes ficam restritos à reservas indígenas de José Boiteux, ex-território de Blumenau.

Nas décadas seguintes, novas correntes de imigrantes agricultores chegaram da Alemanha, recebendo lotes em áreas estratégicas do ponto de vista geográfico, mas distantes do centro da colônia, iniciando assim os primeiros núcleos de ocupação que originaram os bairros de Blumenau e as sedes de distritos — futuras cidades desmembradas. Em 1860, Dr. Blumenau vendeu suas terras para o Governo Imperial, que ficou incumbido pela consolidação dos assentamentos, mas permaneceu no cargo de diretor da Colônia de Blumenau. À época de sua elevação à município, fato que se deu em 04 de fevereiro de 1880 (desmembrado de Itajaí), era residência de inúmeras pessoas de importância regional, nacional e internacional.

No final do século XIX, começaram a chegar à região principalmente imigrantes italianos e poloneses, que também influenciaram na cultura e sociedade da futura Blumenau, mas de maneira muito mais branda que os alemães. Um exemplo disto é o costume germânico de manter os jardins floridos, observando-se isto tanto nas edificações privadas quanto nos logradouros públicos, como praças e ruas. Blumenau tem como um de seus alcunhas a expressão "Cidade Jardim".

Século XXI

Nos últimos anos, Blumenau passa por um processo de revitalização de suas principais ruas, seguindo padrões estéticos, com a utilização de paver com piso tátil para deficientes visuais e mobiliários padronizados. Iniciou-se com a Rua XV de Novembro, logo a Beira-Rio e em 2008, a Rua Amazonas e a Rua Curt Hering.

Ainda em 2008, a rápida ascensão do nível do Rio Itajaí-Açu devido aos dias de chuva constante na região, em um aumento de 350% em comparação com o ano anterior, provocaram alagamentos e desmoronamentos em diversas partes da cidade. As aulas foram suspensas e o ano letivo terminado antecipadamente, enquanto o serviço de ônibus, temporariamente paralisado devido a interrupções no percurso, voltou a funcionar poucos dias depois. Após ter decretado estado de emergência dois dias antes, a prefeitura decretou estado de calamidade pública em 24 de novembro. O nível do Itajaí-Açu se encontra em declínio, tendo chegado a 11,52 m na madrugada de 23 de novembro. Vinte e quatro pessoas morreram em um total de 50 mil pessoas que foram atingidas pela enchente no município. Após dois dias sem chuvas, novo temporal provocou novos deslizamentos de terra e inundou parcialmente o centro histórico da cidade em 3 de dezembro. Com o final das chuvas, Blumenau começou a receber ajuda do governo do Estado para a reconstrução de ruas e pontes afetadas.

Economia

Apesar de figurar no quarto lugar entre as maiores economias de Santa Catarina, atrás de Joinville, Itajaí, Jaraguá do Sul e Florianópolis, possui uma forte influência no estado, pois junto com Joinville e Itajaí, são os maiores centros industriais de Santa Catarina.
A principal atividade econômica de Blumenau é a indústria têxtil, responsável por fabricantes de grande porte como a Cia. Hering, a Dudalina, a Karsten, e a Teka. Além de médias e pequenas empresas de destaque nacional. Devido a esse caráter da região, possui ainda empresas como a Haco Etiquetas, fazendo da cidade a maior produtora mundial de etiquetas. Blumenau se destaca ainda em outros setores industriais, como a metalúrgica, mecânica e de material elétrico, e é o maior pólo produtor de transformadores do Brasil. Consolidando sua economia diversificada. Outro setor de destaque é o de informática, sendo a cidade-sede do chamado Vale do software e pioneira do setor no estado, tendo muitos softwares líderes em seu segmento, alguns dos quais nascidos na Blusoft, incubadora de empresas do setor.

Um mercado novo, mas em rápida expansão é a produção de cervejas artesanais, como a Eisenbahn e a Bierland.

Conta com uma economia vigorosa, reforçada por um forte comércio, prestação de serviços e turismo de eventos, contando com feiras de projeção internacional, que geralmente são realizadas na Vila Germânica.

Em 2005, a cidade teve uma exportação de produtos equivalente a US$ 395.959.436,00, representando 6,1% das exportações do estado.

Para homenagear a comunidade de moradores desta maravilhosa cidade, o Encontra Santa Catarina criou o Encontra Blumenau.

Blog do Guia da Cidade de Blumenau

Receba notícias por e-mail
Cadastre-se e receba notícias de Blumenau por email
 

Limites - Cidades Vizinhas

Massaranduba, Jaraguá do Sul, Botuverá, Guabiruba, Indaial, Pomerode, Luiz Alves e Gaspar.

Dados Principais sobre Blumenau

Aniversário: 02 de Setembro
Fundação : 1850
Gentílico: Blumenauense
Area: 519,837 Km²
População 309 214 hab. (2010)
IDH 0,855 - elevado
Prefeitura Blumenau

Brasão de Blumenau
Brasão de Blumenau

Bandeira de Blumenau
Bandeira de Blumenau

Vídeo sobre a Cidade de Blumenau
Veja mais vídeos sobre a Cidade de Blumenau

Mapa de Blumenau

 

Moradores ilustres de Blumenau

 

 

  Sobre o EncontraBlumenau
Anuncie no EncontraBlumenau
Cadastre sua Empresa no EncontraBlumenau (grátis)
Fale com EncontraBlumenau


Termos do Serviço | Política de Privacidade